Sabe que tipos de chefe existem? 7, mas só vale a pena trabalhar com um deles, diz especialista

Online News

Alguns chefes são bons, outros maus, e outros parecem bons no início mas depois acabam por se mostrar outras pessoas.

Tom Gimbel, especialista em cultura empresarial, explica à ‘CNBC’ que o tipo de chefe que temos, ou somos, pode ter um grande impacto no sucesso dos funcionários, pois bons chefes podem ajudar os funcionários a crescer e ser felizes no trabalho, enquanto o contrário pode tornar o dia-a-dia um “pesadelo”.

A publicação dá ainda conta de um estudo divulgado no início do ano, da empresa GoodHire, que dá conta de que 82% dos funcionários norte-americanos.

O especialista enumera assim os sete tipos de líderes, sendo que, na sua opinião, há um muito melhor que todos os outros:

– “Chefe Workaholic”: é o que está constantemente a trabalhar. No entanto, isso pode fazer sentir que temos de acompanhar o seu nível e ritmo. Estes chefes nunca costumam estar contentes com o que os funcionários fazem.

– “Chefe Motivador”: é o que tem ótimas qualidades de liderança, por conseguirem encorajar quando estamos com dificuldades e apoiar sempre que é preciso. Para além disso, são pessoas otimistas. No entanto, o especialista explica que podem, por vezes dificultar o reconhecimento de problemas ou más notícias, devido ao positivismo constante.

– “Chefe Fantasma”: é o que nunca está presente para acompanhar o trabalho da equipa ou para apoiar os funcionários quando estes precisam.

– “Chefe Narcisista”: é o que só se preocupa consigo mesmo e tem na base das suas decisões e ações aquilo que os beneficia e as suas necessidades.

– “Chefe que quer ser o teu melhor amigo”: é o que valoriza estar nas graças dos outros. No entanto, muitas vezes dão prioridade a fazer amizades em vez de liderar, distraindo as equipas do trabalho que têm de fazer.

– “Chefe responsável mas atencioso”: na opinião do especialista, este tipo de chefe é o único com quem vale a pena trabalhar. Dão feedback honesto e ao mesmo tempo desafiam a fazer o melhor possível.

– “Chefe vulcão”: são parecidos com os chefes fantasma com a diferença de “entrarem em erupção, apenas explodirem” quando não estão satisfeitos com o trabalho feito. No entanto, acrescenta que, felizmente, estes são os menos comuns.

Read More

Share on Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comments :

Post a Comment